Estudante é quem tem paixão pelo conhecimento

Conheça a história inspiradora de Maria José

Por Ana Luísa Melo Cipriano, extensionista UniSER/UnB

Revisão por Bibiana Fantinel

Qual a imagem você associa a palavra estudantes? Provavelmente, a um jovem. Entretanto, em um país onde, de acordo com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2019, o número de idosos no Brasil era de 32,5 milhões. Essa população está cada vez mais presente em setores da sociedade antes não preenchidos por pessoas mais velhas, como os estudos. A terceira idade está cada vez mais ocupando as universidades e escolas (Educação de Jovens e Adultos), mostrando que nunca é tarde demais para aprender.


Dona Maria José Andrade, de 71 anos, moradora de Nova Odessa-SP, é um grande exemplo de superação e determinação nos estudos. Desde a infância, apoiada por sua mãe, tinha o desejo e o entusiasmo de estudar, porém, devido as condições financeiras e estruturais de onde morava, a necessidade do trabalho fez com que ela adiasse esse desejo da tão esperada faculdade. Aos 45 anos, Dona Maria José cursou sua primeira faculdade, Psicopedagogia. Neste período ela vive a realização de um sonho, mas também enfrenta preconceitos devido a sua idade, onde sues pares a excluíam dos trabalhos, apresentações e interações, com comentários maldosos por duvidarem da sua capacidade, devido a ter o dobro da idade de seus colegas. Todavia, isso não a abalou e dona Maria José mostrou competência com boas notas e elogios, superando o preconceito e se tornando aluna destaque da sua sala.


Apesar de todas as dificuldades sofridas e todos os obstáculos enfrentados, sua dedicação, esforço e vontade de realizar seus sonhos se tornaram sua força para superar os desafios. Aos 58 anos, presta um concurso para psicopedagoga com apenas uma vaga, e passa em primeiro lugar, mostrando resiliência e foco nos estudos. Mas não para por aí, dona Maria José, abriu a porta dos estudos e não pretendia fechá-la. Então, após vencer um nódulo cancerígeno, em 2009, com 59 anos, resolve concretizar a tão sonhada faculdade de Psicologia e, novamente, e mais intenso, se vê com o preconceito a sua volta, mas com sua garra superou e se tornou, novamente, aluna destaque, sendo representante e oradora da turma. Com os diplomas na mão e especializações, em 2016, publica seu primeiro artigo, que é solicitado por uma revista norte-americana e Dona Maria José se vê chegando em lugares que nunca imaginou, mostrando que o conhecimento liberta.

“O conhecimento nos transforma e é primordial! O conhecimento não ocupa espaço, pelo contrário, quanto mais conhecimento eu compartilho e adquiro, mas enriquecida de conhecimento eu me torno. Caros amigos, da terceira e linda idade, acreditem e deem o primeiro passo, mesmo que curto, para tirar o sonho do papel. Dá o passo que o universo coloca o chão”, ressalta Maria José que, com sua história inspiradora, mostra que estudante não é idade e, sim, todo aquele que tem paixão pelo conhecimento.










157 visualizações6 comentários

Posts recentes

Ver tudo